segunda-feira, 9 de março de 2009

Glossário Curinga (beta)

Para tirar vc, gafanhoto, das trevas da dúvida, seguem alguns termos utilizados pelas organizações Curinga. Enjoy.

Livre Dançar

"Open your mind... and your ass will follow”.
George Clinton

Conceito-provocação rascunhado por Cristiano Marinho (Alexandre Del Mar), Thiago Facina e José Brandão, que teve seu primeiro registro histórico de experiência live action no longínquo ano de 2005, em evento homônimo.

É também:
- misto de ritual milenar
- combo de sequelas e galhofas
- pseudofilosofia anárquica
- seita-cacoete hedonista
- forte índole fanfarra
- proto-projeto de intervenção urbana que transita no limite tênue entre a performance e o happening.

Ele reside na pré-disposição do cidadão em dançar de bobeira, em qualquer lugar, a qualquer hora, de qualquer jeito, mesmo sem o conhecimento por parte do livre-dançante da música executada.

Na verdade, o livre dançar é independente, inclusive, de música.


: :

Praticante de livre dançar genuíno leva a festa consigo, no bolso.

: :

Livre dançar é sobre balbúrdia, fanfarra, catarse, caos.

: :
 
Os três inimigos empata-foda do livre dançar são:

Postura-carão - atitude típica dos que param em pista de dança para não fazer absolutamente nada.

Formação de rodinha – coreografia de baixo impacto em que orcolega-forma um círculo irregular e fica tudo olhano um pô-ôtro, movendo-se de forma protocolar, num exercício tácito-inconsciente de reguláge alheia.

Carão é sobre fome, serotonina baixa, frescura.
Rodinha é para dinâmica de grupo, debate, telefone sem fio.


Síndrome de palestrante - As pessoa-tudo gosta de falar, sabe como é, pegamizade fácil.
É comum, ok. Mas em excesso pode macular a frequência sutil da dinâmica livre-dançante.
É esporro não, tá? Titio Curinga tb gosta de vc.

: :

Recomendações Curingas aos livre-dançantes-wannabe (ou FAQ):

- Antes de qualquer coisa, liberte-se dessa coisa anacrônica de só dançar com músicas que vc (re)conhece.

- Sorrisos são bem vindos.

- Em diversas ocasiões, amigos psicotrópicos de todas espécies fazem com que o seu ente burocrata dê uma volta no quarteirão.

- “Não sei dançar, o que faço?”
No livre dançar não tem erro.

O que não rola é de vc manter esse seu rabo apático e burocrata aí assim sedentário.

- “Mas tio Curinga, ainda não entendi, tô cardificuldade.”
Caro gafanhoto, veja estas imagens tutoriais e pratique.

Para workshops coletivos, venha aos nossos cultos.

: :

Music Colocator (MC)
Praticante da discotecagem Naif (SOUZA LEÃO & GOBBI, 2008).

Cidadão que coloca música para a massa, sem beat-matching obrigatório.
Ele também pode ser um DJ, que faz parte de um outro campo do saber.

É, também, um chiste, uma galhofa, entende?

DJ (Disc-Joker) 
Outro termo de Souza Leão, trata de serviço de ouvidoria e performance ao mesmo tempo.
Em construção.

Vídeo Colocator
Pacêro do MC, faz os irmãozinhotudo ficar popotizado que nem mosca na tela.

Mo’baile
Trocadalho infame: Mais Baile, Baile Móvel, Mobaile.

Stops Emotions
Videos feitos pela 64 filmes.
Mesma coisa que stop-motion, mas com muita emoção.

Equipe Curinga de Som e Imagem
Grupo formado por Cristiano MarinhoZé Brandão e Thiago Facina.
Trupe de music/video colocators, DJs, artistas visuais, produtores, malabaristas, bacharéis, diplomatas.


Português Transformer
É a língua praticada no blog, twitter e emails do Curinga.

O dialeto funde nossa língua oficial com a rica ecologia das gírias de rua.

Nenhum comentário: